Projetos Cursos e Eventos Pesquisas e Publicações Redes e Parcerias

Canal de Videos


Campanhas

 

 

Redes Sociais

Acompanhe-nos no Facebook:

 

facebook Perfil Institucional

 

facebook Taramandahy - Fase II

 

01/06/2015

Projeto Taramandahy - FASE II

Diversidade de participantes fortalece os encontros da Formação em Permacultura em Balneário Pinhal

O Projeto Taramandahy – Fase II iniciou a Formação em Permacultura na Escola Municipal Calil Miguel Allem, em Balneário Pinhal.  Esta é a segunda edição do curso e conta com os biólogos Fernando Jaeger Soares e Jeferson Müller Timm como mediadores. A Formação faz parte do Programa de Educação Ambiental nas Escolas, cujo objetivo é contribuir com a qualificação de atores sociais envolvidos com a gestão e educação ambiental, através de atividades que priorizam temas como ecoalfabetização e ecodesign, princípios ecológicos e padrões da natureza.


No dia 9 de maio, o coordenador do projeto, ecólogo Dilton de Castro, relacionou esta atividade com os objetivos mais gerais do projeto, de qualificar a gestão dos recursos hídricos na bacia do Rio Tramandaí, através de multiplicadores e disseminadores de conhecimento. O Ciclo “Introdução à Ecoalfabetização e Permacultura” abriu a Formação, enfatizando a alfabetização ecológica, introdução e princípios da permacultura, e ferramentas de empoderamento, como gestão de recursos, água e saneamento, agroecologia, bioconstrução, energias, redes e economia solidária.

 
No encontro de 23 de maio foram apresentados os “Métodos de design em Permacultura”. Jeferson Timm falou sobre os ciclos das plantas e da matéria orgânica, padrões e relação entre designs encontrados na natureza, mapeamento e planejamento de design em espaço rural, urbano e escolar, zoneamentos e setores. Ele explicou que a natureza apresenta formas em linhas curvas e radiais, que podem ser utilizadas como estratégias para otimização de sistemas. Canteiros construídos em curvas ou ondulações, por exemplo, têm melhor aproveitamento de espaço do que os lineares. À tarde, todos foram para o pátio da escola implantar o design permacultural feito por Timm.


Entre a diversidade de profissionais que participam do curso (desde professores, coordenador da formação continuada dos professores do município, secretários e estagiários de escola, estudantes, nutricionistas, gestora ambiental, educadora ambiental, merendeira, psicólogo e secretária municipal de educação), estão aqueles que sonham com transformações em seus espaços de atuação, e outros que já iniciaram.


O casal Josiane Paz e Flávio Castilhos da Silva são nutricionistas em Imbé e planejam utilizar um terreno próximo à sua casa para fazer uma horta comunitária. Eles contarão com a ajuda de outras participantes, a estudante de biologia Ana Paula Peppes Gauer e as professoras Ester Hodara e Carla Isoppo.


Mesmo sem conhecimento específico, o psicólogo Cássio Andrade Machado, que trabalha em uma unidade de saúde em Porto Alegre, construiu uma horta que, desde então, serve como espaço terapêutico. A convite da esposa, a educadora ambiental Lilian Alves Schmitt, ele se inscreveu no curso para aprender e dar continuidade ao seu projeto.
O desejo das professoras Márcia Gomes dos Santos e Carmelita Tramaglino Kruse é poder levar novas ideias para a Escola Municipal Wenceslau Fontoura de Porto Alegre, onde são coordenadoras de projetos.


O próximo Ciclo “Experiências em Permacultura” será em 13 de junho, com uma saída de campo em Maquiné, onde o grupo conhecerá alternativas ecoeficientes no Centro de Referência Ambiental do Projeto Taramanadahy – Fase II (em construção), no viveiro e meliponário instalados na parceira Fepagro Litoral Norte e na pousada ecológica Recanto da Mata.
Até o último encontro, em 20 de junho, os participantes deverão desenvolver projetos de jardim ecológico, inserindo conceitos de design permacultural. A secretária de educação municipal Ana Clara Torres Ogando explica que irá propor aos professores do município que estão no curso, apresentar seus projetos no próximo Fórum da Água de Pinhal.


A Formação em Permacultura na Escola é oferecida gratuitamente pelo Projeto Taramandahy – Fase II, a educadores ambientais e multiplicadores. O Projeto é patrocinado pela Petrobras, através do Programa Petrobras Socioambiental e desenvolvido pela ong Anama.  O Programa se desdobra em linhas de atuação que entre outras atividades, incentiva ações de educação e sensibilização ambiental, com foco na transformação para a cultura permanente integrada ao ambiente.

 

 

::VEJA A GALERIA DE FOTOS COMPLETA

 

 

Anaiara Ventura - Assessoria de Imprensa

Jornalista MTB/RS: 15155

 

 


 

 

:: VOLTAR PARA LISTA GERAL DE NOTÍCIAS

 

Ong ANAMA - RS - BRASIL| Todos os direitos reservados
   

Quem Somos

Área de Atuação
Onde Estamos
Equipe de Trabalho
Prêmios e Reconhecimentos

A Mata Atlântica

Localização
Ecossistemas
Relevância
Importância de Maquiné

Galeria de Fotos
Notícias
Contato
Mapa do Site
 

Ong Anama

 

contato@onganama.org.br
         

Criação e desenvolvimento: STA Studio | Hospedado por Median Host