Projetos Cursos e Eventos Pesquisas e Publicações Redes e Parcerias

Canal de Videos


Campanhas

 

 

Redes Sociais

Acompanhe-nos no Facebook:

 

facebook Perfil Institucional

 

facebook Taramandahy - Fase II

 

Encontro com agricultores discute recuperação do rio Maquiné

Reduzir os impactos causados pelas enchentes e a degradação das áreas de preservação permanente são objetivos do projeto realizado no município

Visita ao Bacopari 1

Interessados em conhecer melhor o trabalho de recuperação do leito e das margens do rio Maquiné, realizado pela ONG Anama, os agricultores, o prefeito Alcides Scussel e demais autoridades participaram de uma reunião no Sindicato dos Trabalhadores Rurais, no dia 13 de maio. No encontro, a equipe da Anama apresentou as propostas e ações do projeto

 

Recuperação de Áreas Degradadas na sub-bacia do rio Maquiné – patrocinado pela Petrobras, através do Programa Petrobras Ambiental, em busca de apoio para os plantios nas margens desprotegidas.  “Cada proprietário precisaria ceder um pouco de suas terras para o reflorestamento, pois além de proteger seu patrimônio, reduzirá a perda de solo que provoca o assoreamento do rio”, alerta o ecólogo e coordenador do projeto, Dilton de Castro.

Conforme o produtor João Silvio de Souza, o agricultor teria que plantar, antes que o rio seja assoreado. “Temos em nossa propriedade, 10 m de matas nativas plantadas e nesse trecho a margem do rio está conservada”.
O biólogo responsável pelos plantios, Gabriel Poester, informou que a partir de maio, a equipe da Anama, estará visitando cada propriedade localizada à margem do rio para agendamento dos plantios. Conforme Gabriel, a mata pode trazer retorno econômico, através de plantios realizados no sistema de agroflorestas. “Tudo vai depender da escolha das plantas e do planejamento do plantio em cada área”.


Ações complementares - O reflorestamento da mata ciliar é apenas uma parte do projeto que deve ser desenvolvida em conjunto com outras ações, como a proteção e recuperação do rio e incentivo para criação de abelhas nativas responsáveis pela polinização da floresta.  Além disso, são desenvolvidas atividades de educação ambiental em escolas da região, através das quais mais de 400 alunos já participaram de plantios nas áreas que estão sendo recuperadas.


Recuperação do leito - Um dos técnicos responsáveis pelo projeto, a geóloga Adriane Venzon, mostrou ao público presente como vai ser o processo de raspagem do leito e a proteção das encostas. “Vão ser mexidos seis pontos críticos do rio que estão obstruindo a passagem da água e que, em épocas de cheias, invadem as propriedades, estradas, abrem outras vias, modificando o curso normal do rio”. Esse trabalho, que envolve um minucioso planejamento técnico, escavadeiras hidráulicas e caminhões para a retirada das pedras (“cascalheira”), aguarda a análise do órgão estadual de meio ambiente (Fepam) para dar início às obras. Conforme levantamento realizado pela equipe técnica, cerca de 10 mil metros cúbicos de cascalheira serão retirados do leito. Todo esse material será destinado à Prefeitura que poderá usá-lo em obras públicas, como melhoria das estradas municipais.
O prefeito de Maquiné também destacou a importância desse projeto para evitar mais problemas com as grandes chuvas. “A prefeitura jamais teria condições de realizar essa ação sozinha,” afirma.

 

Assessoria de imprensa ANAMA

 

 

:: VOLTAR PARA LISTA GERAL DE NOTÍCIAS

 

 

Ong ANAMA - RS - BRASIL| Todos os direitos reservados
   

Quem Somos

Área de Atuação
Onde Estamos
Equipe de Trabalho
Prêmios e Reconhecimentos

A Mata Atlântica

Localização
Ecossistemas
Relevância
Importância de Maquiné

Galeria de Fotos
Notícias
Contato
Mapa do Site
 

Ong Anama

 

contato@onganama.org.br
         

Criação e desenvolvimento: STA Studio | Hospedado por Median Host