Projetos Cursos e Eventos Pesquisas e Publicações Redes e Parcerias

Canal de Videos


Campanhas

 

 

Redes Sociais

Acompanhe-nos no Facebook:

 

facebook Perfil Institucional

 

facebook Taramandahy - Fase II

 

Estudantes plantam mais verde às margens do Rio Maquiné Folder Seminario - frente

A bela paisagem natural do vale Maquiné está recebendo cuidados especiais dos alunos do ensino fundamental e médio da Escola Estadual Langendonck e da Municipal Euclides da Cunha. Na semana do meio ambiente, entre os dias 6 e 9 de junho, os jovens estudantes plantaram cerca de 800 mudas de árvores nativas em alguns trechos desprotegidos nas margens do rio Maquiné. A ação é uma das propostas do projeto Recuperação de Áreas Degradadas na sub-bacia do rio Maquiné – patrocinado pela Petrobras, através do Programa Petrobras Ambiental e realizado pela Ong Ação Nascente Maquiné – ANAMA.

 

Consciência ecológica - Somente a turma da Diuliana, da Caroline e do Samuel, todos da quinta série, plantaram cerca de 80 mudas, entre ingás, tarumã, pata-de-vaca, chauchau e embiruçu. “Estamos ajudando o meio ambiente, plantando onde estava desmoronando a terra na beira do rio”, disse Diuliana Isoppo Espíndola, 11 anos. O estudante Samuel Bobsin, 11 anos, aprendeu que outra forma de ajudar no reflorestamento é jogar sementes de espécies nativas à beira do rio.

A oficina de educação ambiental foi coordenada pelo biólogo Márcio Mortari, dando continuidade aos plantios realizados há um ano. Mortari explicou sobre os benefícios que a recuperação da floresta traz para os agricultores e à comunidade. “Plantar árvores é uma ação conjunta que beneficia a comunidade local e o mundo”. E acrescentou que a floresta nas margens do rio tem a capacidade de proteger o solo no momento das cheias.

 

Além de colocarem as mãos na terra, os estudantes também tiveram um momento para avaliações. As turmas do segundo grau, que retornaram aos mesmos locais onde foram realizados os plantios, observaram o bom crescimento de algumas espécies e o desaparecimento de outras devido à expansão das lavouras.

“Esses jovens estão cuidando da natureza. Quando ficarem adultos, vão poder apreciar o resultado de ter ajudado a plantar essas árvores”, afirma Mortari.

Saiba mais – O projeto Rio Maquiné envolve, além das atividades de educação ambiental em escolas do município, o reflorestamento da mata ciliar, a proteção e recuperação do leito do rio e o incentivo para criação de abelhas nativas que ajudam na polinização da floresta. Acompanhe no site www.onganama.org.br

 

Assessoria de Imprensa Anama

 

 

:: VOLTAR PARA LISTA GERAL DE NOTÍCIAS

 

Ong ANAMA - RS - BRASIL| Todos os direitos reservados
   

Quem Somos

Área de Atuação
Onde Estamos
Equipe de Trabalho
Prêmios e Reconhecimentos

A Mata Atlântica

Localização
Ecossistemas
Relevância
Importância de Maquiné

Galeria de Fotos
Notícias
Contato
Mapa do Site
 

Ong Anama

 

contato@onganama.org.br
         

Criação e desenvolvimento: STA Studio | Hospedado por Median Host